Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

SOUBE MUITO DEPOIS

cada canção esconde um cemitério, cada cadeira um espaço a menos
para um cadeirante no teatro
ouvir canções que quem sabe não sejam sobre este ou outro
cemitério de que falava a Marina quando chamava pelo Cazuza.
muito cedo li sobre uma deformação que faz bebês berrarem como gatos. ainda hoje imagino bebês deformados quando ouço o agito que um ou outro cio às vezes revolve a rua de madrugada. finalmente acabei de assistir malina, 1991, não deve ter me feito bem. não acho a tradução que eu tinha certeza de haver no brasil.