Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013
onde o altiplano falha
você enxerga uma constituição inclusiva

na maleabilidade de uma mangueira azul claro
de sete metros você entrevê toda a fluidez

da experiência humana

tudo isso para que uma coisa seja uma coisa
mesmo quando parece outra, diversa.

Você passa quatro dias com uma unha do pé
sangrando por raspar no dedo de cima quando

anda e depois nem bota um band-aid.

Um contador de unha é um cortador de unha
então, e eu escrevi um livro todo

para que você percebesse a contradição.

, lrp. 28abril13.

Anedota humana contada por muitos, WS - trad. picareta: Leandro Rafael Perez

A alma, ele disse, se compõe
do mundo exterior.

Há homens do Leste, ele disse,
que são o Leste.
Há homens de uma província
que são aquela província.
Há homens de um vale
que são aquele vale.

Há homens cujas palavras
são sons naturais
de seus lugares
como o palro dos tucanos
em lugar de ter tucano.

O bandolim é o instrumento
de algum lugar.

Há bandolins das montanhas ocidentais?
Há bandolins do luar do Sertão?

A indumentária de uma mulher de Lhassa,
em seu lugar,
é um elemento invisível daquele lugar
feito visível.

*

Original: http://frombooksofpoems.blogspot.com.br/2008/06/anecdote-of-men-by-thousand-by-wallace.html
crível pujança
diminuto impulso

craquela aquilo que
de pronto esmerilha

consome até isto
se galga perpétuo

esmiuçar jamais
pedagogia não.

Qorpo-Santo pássaro de janela

caxumba na alma, ele me disse.

Na alma?

Sim.

que raro

Sinto que às vezes sobe

Pra cabeça?

Não, pro pau

mas ela fica nos pés?

Ela?

a caxumba.

A alma.
ancas de prudência
baralho novo

castanho narrável
de quem dorme cedo

Não descrevo uma mulher.

noite toda no carteado,
ancas de quem arrisca

Tampouco a nego.

cartilha para manusear
grelos mortos

Não é feminismo se for anca.

nem machismo se não morrer.

anca treva

: Plaris.
O que latrina nossa concórdia é a forma
como você varre as folhas secas.

A ideia não é esperar, meu bem, nascerem
flores do estrume: Drummond está morto.

Te digo que lia em Portugal são as fezes
onde o porco rola.

Você diz que continua sendo um bonito nome.

começou a se preocupar com a diarreia quando peidou água suja na cama quando foi se levantar um dia. Os remédios além de não resolverem o problema fizeram sua barriga começar a doer. Chegou uma hora que não conseguia mais se preocupar seja com uma coisa seja com a outra. Dizem que ele pegou no quintal uma folha particularmente redonda e que se encontra agora no seu quarto contornando a mesma com os dedos.