alinhaves de misericórdia
encerram um animal colérico
contra aquela criança que sonha
um céu inteiriço de nuvem azul
durante tardes assim não tão amenas
de uma vida um sem-fim de promessas
que não chega a cumprir sequer percurso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog