a garra não se vê, mas você vai sangrar, meu doce amor, seja o que for este sangue


Ai, Gal, assim você me mata...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog