O engano de um pássaro
numa tarde de domingo
adentra a casa sem esbarrar
empoleirou-se e depois parte
por uma porta entreaberta eu acho
procuro entre a parede e uma estante
o canto de onde nunca tenha saído
meu olhar que deixa as janelas abertas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog