um poema salvo por spams

Tira a testa dos ossos
que costelas não se debatem de agonia
Tira a testa de todos os ossos
Respira e acaricia os seios duros, sem sexo
As duas últimas costelas
e todos os outros ossos
até lhe restarem só idéias soltas.

LRP - 16/04/08 - 17h53

*

Desencosta a testa dos ossos
costela não se debate nem aos pares
Tira a testa de todos os ossos
não é departamente deles a tua loucura
teus seios rijos e baixos, a tarde clara
te sobram ideias soltas.

, lrp - 15jul11 às 12h33.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog